Arquivo da tag: suco

Diga não aos “sucos” de caixinha!

Padrão
Parece saudável. Parece...

Parece saudável. Parece…

 

Prático, rápido, refrescante e “saboroso”. Talvez sejam esses os adjetivos que as pessoas usam ao se referir aos sucos de caixinhas, chamado também néctar de fruta.

Não vou mentir, já consumi muito esses sucos, principalmente os lights. Mas, da mesma forma que tenho minhas reservas às polpas de frutas, refleti sobre esses suquinhos e os excluí da minha lista de mercado.

Se estou sendo radical? Vamos lá.

Um teste realizado pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) mostra que nem todo néctar de fruta de caixinha vendido nos supermercados possui a quantidade de polpa ou suco exigida por lei.

O instituto analisou 31 amostras de néctares de sete marcas: Activia, Camp, Dafruta, Dell Vale, Fruthos, Maguary e Sufresh, em diferentes sabores, para verificar se os produtos cumprem os principais requisitos exigidos pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Todas as amostras foram aprovadas na maioria dos quesitos técnicos, como acidez total. Porém, no que diz respeito à quantidade de fruta, 10 produtos (ou 32% das amostras) foram reprovados em relação ao teor de polpa ou suco de fruta exigido pela legislação. Segundo a norma atualmente em vigor, o percentual mínimo de fruta varia de 20% a 40%, dependendo do sabor do néctar.

Para ser chamada de “suco”, a bebida deve ser composta praticamente só de fruta (e de água, em alguns casos) e não pode conter substâncias “estranhas”; já o néctar, além de apresentar só uma parcela de fruta, ainda contém açúcar e aditivos químicos, como corantes e antioxidantes.

O instituto também chama atenção para a grande quantidade de açúcar presente nessas bebidas.

No caso de açúcar, a presença de até 5 g/100 g é avaliado como verde (baixo teor); entre 5,1 e 12,4 g/100 é amarelo (médio teor) e 12,5 g/ 100 g é vermelho (alto teor).

O teste identificou a quantidade de “açúcares totais”, o que inclui o açúcar da própria fruta e o adicionado pelo fabricante. Todas as bebidas avaliadas apresentam concentração média ou alta de açúcar, de acordo com os critérios do semáforo nutricional.

Como o consumo excessivo de bebidas industrializadas açucaradas é um dos fatores responsáveis pelo aumento de casos de obesidade e de outras doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, não seria melhor optar pela boa e velha fruta?

É bom estarmos atentos ao lobo em pele de cordeiro que sempre nos aparece. A indústria quer sempre vender e vender e, às vezes, sempre acabamos nos iludindo e as consequências no futuro podem ser piores.

Lembre-se, amanhã você será consequência de suas escolhas hoje. Optemos pelo que, de fato, nos edifica e não o contrário. Voltemos a olhar para o natural com bons olhos, por uma saúde e vida melhores. Na correria do dia a dia, tenha sempre uma fruta na bolsa e hidrate-se com água ou suco NATURAL, DA FRUTA!

 

Até mais e que não nos reste gordura localizadas.

 

*Pesquisa retirada do UOL SAÚDE

 

Anúncios